top of page
  • Foto do escritorKarina

Como Criar Uma Criança Bilíngue - um pouco da nossa experiência

Oi, gente!

Hoje estou aqui para responder a mais uma dúvida comum: que lingua meu filho fala? Como é ter um filho bilíngue.


Primeiro vamos aos dados, há várias vantagens associadas a crianças que aprendem mais de uma língua. Estudos têm demonstrado que a aquisição e o domínio de dois ou mais idiomas podem ter impactos positivos no desenvolvimento cognitivo, social e cultural das crianças


Em seguida vamos aos fatos: eu tive meu filho no Brasil e ele chegou ao Canadá com 1 ano e 3 meses. Inicialmente, tínhamos pensado em adotar a velha receita casa: português; rua/ escola: ingles, porém a pandemia mudou nossos planos, inclusive já expliquei num outro post( "Adaptação dos Filhos") que ele demorou a soltar a língua.


Por isso, depois de um tempo passamos a adotar o padrão português com a mamãe em casa e o inglês fora de casa com o papai.

Esse problema da fala do meu filho fez com que ele desenvolvesse a leitura em ambas as línguas, pois eu, sem formação pedagógica adequada, tentava fazer o menino aprender por meio de palavras ou frases escritas e pronunciadas de forma mais lenta.


Hoje esse pequeno tem 4 anos, é claro que ele possui predileção ao inglês, porque é a lingua que ele usa na maior parte do dia e exerce a socialização dele com as pessoas do grupo etário dele. Muitas vezes ele fala vermelho carro ou troca o gênero das palavras em português, pois fica claro que ele não pensa em português, mas ele se comunica muito bem nas duas línguas.


A dica que deixo para os pais que criam filhos bilíngues pequenos é estímulo: a criança é uma página em branco. Ela só vai aprender se ela for exposta ao conteúdo. Por isso é importante aguçar audição, visão e fala nesse processo, sem pressão ou cobrança. Parece óbvio, né?! Mas às vezes a gente deixa passar... vou deixar umas dicas do material que utilizamos para ensinar o nosso filho:

  • Cartões de memória;

  • Livros;

  • Quebra-cabeça;

  • Gibis(aqui a Turma da Mônica bomba, apesar da letra pequena);

  • Vídeos que tenham fonética, por exemplo: 'rrrrat' - > rat; 'bbbbola' - > bola

  • Fantoches - brincar de fazer as vozes e inventar brincadeiras.



Essas são algumas dicas minhas, mas resolvi pedir uma ajuda da Inteligência artificial mais popular do momento( ChatGPT) com dicas de como criar crianças bilíngues. Veja o que ele nos indica para ensinar uma criança bilíngue:


  1. Comece cedo: É mais fácil para as crianças aprenderem um segundo idioma quando são expostas a ele desde cedo. Você pode começar a falar com seu filho em ambos os idiomas desde o nascimento, ou o mais cedo possível.

  2. Exposição consistente: Certifique-se de que seu filho seja exposto consistentemente aos dois idiomas. Isso pode incluir conversas diárias, leitura de livros, música e programas de TV em ambos os idiomas.

  3. Ambiente bilíngue: Crie um ambiente bilíngue em casa, onde ambos os idiomas sejam usados regularmente. Por exemplo, você pode ter regras específicas, como falar um idioma em uma determinada área da casa ou em determinados momentos do dia.

  4. Use o contexto: Ajude seu filho a compreender o contexto usando gestos, expressões faciais e objetos concretos. Isso pode ajudar seu filho a associar palavras e frases em ambos os idiomas com seus significados.

  5. Seja paciente: Lembre-se de que aprender um segundo idioma leva tempo e é um processo gradual. Seu filho pode misturar os idiomas no início, o que é normal. Não corrija constantemente, mas modele o uso correto dos idiomas.

  6. Exposição externa: Além do ambiente familiar, procure oportunidades fora de casa para que seu filho seja exposto aos dois idiomas, como brincar com outras crianças que falam o segundo idioma ou participar de atividades culturais.

  7. Recursos bilíngues: Use livros, jogos, aplicativos e outros recursos bilíngues para ajudar seu filho a praticar e aprimorar suas habilidades em ambos os idiomas. Existem muitos recursos disponíveis para crianças bilíngues, desde livros ilustrados até aplicativos de aprendizado de idiomas.

  8. Seja consistente: Mantenha a consistência na exposição aos dois idiomas, mesmo quando seu filho estiver enfrentando desafios ou preferindo um idioma em particular. A consistência é fundamental para ajudar seu filho a se tornar bilíngue.

  9. Celebre a diversidade: Enfatize a importância e o valor de falar mais de um idioma e celebrar a diversidade linguística. Incentive seu filho a apreciar e se orgulhar de sua capacidade de se comunicar em dois idiomas diferentes.

  10. Seja encorajador: Por fim, seja encorajador e elogie os esforços e conquistas de seu filho em ambos os idiomas. Isso ajudará a motivá-lo a continuar aprendendo e usando os dois idiomas.

Bem, acho que o nosso papel como pais é indicar a direção aos nossos filhos, trabalhando na busca do equilíbrio de exposição aos dois (ou mais) idiomas. Em algumas casas funciona, em outras não. Mas o importante é fazermos a nossa parte. O mínimo que eles podem ganhar aprendendo outra língua é bagagem cultural. No final é super engraçadinho ver o meu menino falando Saci Pererê com sotaque.


E você, gostou do assunto de hoje?

O que mais voce quer saber?

Vamos amar responder a sua pergunta.


Nao se esqueça de ser feliz hoje!

Beijos









Comments


bottom of page